Baleia Azul: Dois sergipanos envolvidos

Dois sergipanos permanecem presos em São Paulo por envolvimento com a Baleia Azul, uma corrente criminosa que induz as pessoas, principalmente adolescentes, a 50 tarefas arriscadas e até o suicídio.

A operação em Sergipe ficou com as Delegacias de Polícia interestadual (Polinter) a Especial de Repressão a Crimes Cibernéticos.

Os policiais sergipanos estiveram nos endereços dos suspeitos, nos bairros Luziae na Jabotiana, mas não foram encontrados. Eles foram presos no estado de São Paulo.

A operação, coordenada pela polícia civil do estado do Rio de Janeiro, foi desencadeada, também, nos estados do Amazonas, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. As investigações prosseguem.

Veja o vídeo desta reportagem da Record exibida no início deste ano sobre o Baleia Azul

As denúncias deste tipo de prática criminosa devem ser feitas nos seguintes endereços ou telefones:

Delegacia de crimes cibernéticos: rua Laranjeiras, 960, entre a avenida Pedro Calazans e a rua Siriri. Fone: 3198-1124

Polinter: Avenida Visconde de Maracaju, s/n , próximo ao Terminal de Integração da Visconde de Maracaju. Fone: 3205-5400