Reinício das aulas nas escolas do município é adiada



O retorno às aulas do segundo semestre para os 31 mil alunos de escolas da rede municipal de Aracaju está comprometido. As aulas seriam retomadas nesta quarta-feira, 16, mas foi adiada por, pelo menos, mais uma semana, por conta da paralisação dos 1.700 professores da rede. Segundo o sindicato da categoria, a decisão em cruzar os braços foi tirada em assembleia geral nesta segunda-feira, 14, em protesto à falta de diálogo com a prefeitura. A categoria não descarta uma greve por tempo indeterminado.

A paralisação é por uma semana, até o dia 23, quando haverá nova assembleia geral para decidir se as aulas serão retomadas ou se haverá greve. Até lá, os professores decidiram por um calendário de mobilizações que já começa amanhã, 16, com uma plenária na sede do sindicato sobre o financiamento da educação e a lei do piso salarial. Consta também da programação panfletagem, atos públicos no centro da cidade, sessão de cinema e mais palestras. As atividades são abertas ao público.

Segundo o professor Adelmo Menezes, presidente do Sindicato dos Professores do Município de Aracaju (Sindipema), o não retorno do segundo semestre letivo foi motivado pelo não cumprimento de promessas de campanha feitas à categoria pelo prefeito Edvaldo Nogueira.

Uma dessas promessas seria a volta da Gestão Democrática e o pagamento do piso salarial do Magistério. De acordo com o sindicato, o piso é Lei e está em atraso desde o mês de janeiro.

adelmoDe acordo com Adelmo Meneses Santos, a Prefeitura e a secretária municipal da Educação, a professora Cecília Tavares, não têm respondido aos ofícios encaminhados pela direção sindical solicitando reunião para tratar de assuntos como o piso e as licenças para curso e especiais.

Prefeitura – A Prefeitura de Aracaju enviou nota informando que mantém diálogo aberto com o servidor municipal, incluindo os professores, desde o início da gestão. O prefeito Edvaldo Nogueira já recebeu a categoria para discutir os pleitos apresentados. O estudo foi finalizado e será apresentado ao conjunto dos servidores da educação. A administração municipal busca valorizar o servidor municipal, uma das prioridades da gestão.